8 Exames do Pré-Natal que a Gestante deve fazer

Imagem

Os exames do pré-natal são testes laboratoriais simples, que garantem a saúde da mãe e do bebê e podem evitar diversas complicações, mesmo durante o parto. Alguns dos procedimentos são obrigatórios, outros são recomendados pelos médicos e outros, ainda, são mais específicos, solicitados de acordo com o desenrolar da gestação.

Exames na gravidez

Hemograma completo

Realizado durante os três trimestres da gravidez, verifica sinais de infecção, anemia ou alterações nas plaquetas e é pedido pelo ginecologista logo na primeira consulta.

Exame de urina

A gestante deve fazer este exame pelo menos uma vez na gravidez para checar se há alguma anormalidade nos rins e no aparelho urinário. Infecções e doenças tratadas podem levar ao trabalho de parto prematuro.

Ultrassom

Deve ser realizado entre a 8ª e a 10ª semana para verificar se a gestação é única ou múltipla e determinar a idade gestacional exata. Deve ser repetida no segundo e terceiro trimestres para acompanhar o desenvolvimento do feto e seus batimentos cardíacos. Saiba quais são as dúvidas mais comuns sobre o ultrassom.

Ultrassom morfológico

Realizado entre a 11ª e a 14ª semana de gestação, esse exame detecta se o feto apresenta alguma alteração genética, como a Síndrome de Down. O exame realizado principalmente em mulheres depois dos 30 anos. Outro teste que identifica síndromes genéticas é a trissomia fetal.

Glicemia

Útil para detectar intolerância à glicose e diabete. O teste é feito no início da gravidez e repetido na 26ª semana, quando o corpo apresenta mais dificuldade para assimilar o açúcar.

Tipagem sanguínea e fator RH

Deve ser realizado no primeiro trimestre e verifica a compatibilidade de sangue do casal. Se a mãe for RH negativo e o pai RH positivo, a mulher deve tomar uma injeção de imunoglobulina na 27ª semana da gravidez e até 72 horas após o parto para que, caso o bebê seja RH positivo, não haja aglutinação do sangue.

Sorologia

A sorologia para HIV, sífilis, toxoplasmose, hepatite B, hepatite C e rubéola deve ser feita no primeiro e no terceiro trimestres para determina se a gestante já teve contato com essas doenças. Em caso afirmativo, são tomadas medidas para que o bebê não seja infectado. Algumas elas podem provocar como má-formação, cegueira e até mesmo a morte.

Ecocardiografia fetal

Feito no segundo trimestre da gravidez, o exame verifica a presença de problemas cardíacos no feto por meio de um ultrassom. O médico recomenda principalmente se há histórico de doenças cardíacas na família da mãe ou se a mulher engravidou após os 40 anos de idade.

 

Fonte: bebe.bolsademulher.com

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *